Membro do MBL MT é ameaçado por militante comunista após ser agredido em manifestação

A manifestação de esquerda aconteceu no dia 06 de abril, na Praça Alencastro, em Cuiabá e tinha como objetivo defender a inocência do ex-presidente Lula.

2744
astronauta comunista

O Coordenador do MBL em Mato Grosso, Ulysses Moraes, registrou um boletim de ocorrência após ser agredido e ameaçado por Ricardo Neto, manifestante e supostamente filiado ao do Partido da Causa Operária (PCO).

Em uma manifestação de esquerda acontecida no dia 06 de abril, na Praça Alencastro, em Cuiabá, Ulysses pacificamente gravava um vídeo para sua página no Facebook, onde tentava fazer perguntas para alguns participantes. Essa gravação teria sido o pivô de uma agressão iniciada por Ricardo Neto, que após chutar Ulysses tentou quebrar sua câmera alegando “direito de imagem”.

Dias depois da confusão Ricardo ainda disparou ameaças contra o coordenador do MBL. “Na próxima te coloco na UTI, te aguardo”. “Você mexeu com o cara mais errado em toda sua vida. Nunca vai esquecer quem é o Ricardo Astronauta”. “Tô doidinho em fazer você cuspir sangue”, disse Ricardo por mensagens direcionadas a página pessoal de Ulysses.

Para Ulysses, essas agressões prova a violência dos agentes de esquerda. “A agressão demonstra um descontrole por parte de alguns manifestantes que não respeitam opiniões diversas. A democracia é formada por divergências, mas infelizmente alguns fogem do debate de ideias e acabam partindo para violência. Meu objetivo era dialogar, debater ideias e fui surpreendido por agressões e ameaças”, disse o coordenador ao Instituto Liberal de Mato Grosso.

As ameaças foram registradas nesta quarta-feira (11), em um Boletim de Ocorrência registrado pelo próprio Ulysses.

O vídeo da agressão pode ser vista no canal do Movimento Brasil Livre de Mato Grosso:

Use Coworking

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here