Roberto França tenta atacar Ulysses Moraes e acaba denunciando desvio de verba pública

2829
roberto frança x ulysses moraes

O apresentador de TV, Roberto França, que já foi vereador, deputado e prefeito de Cuiabá, utilizou o espaço em seu programa de televisão, exibido no último dia 15 (terça-feira), para fazer um ataque indireto ao deputado diplomado Ulysses Moraes (DC), do MBL, e acabou denunciando um possível crime de desvio de verba pública. Ulysses defende a redução das verbas indenizatórias de R$ 65 mil que cada deputado da Assembleia tem direito.

“O cara fica com o discurso falso moralista, de que não quer pegar verba indenizatória, com coisa que a VI é coisa absurda. A VI é justamente pra custear as mordidas que os deputados levam dos eleitores que apoiam ele. O cara que vai lá, tem uma conta pra pagar, o outro tem um remédio pra comprar, o outro tem uma passagem pra viajar.”, afirmou França.

O também apresentador Augusto Roberto, companheiro de bancada do programa, reforçou o ataque ao posicionamento do jovem deputado e falou sobre o desvio das verbas indenizatórias.

“Em dia de atendimento você passa na frente dos gabinetes e tem gente pra fora. Festa como essa aí (festa de São Gonçalo), formatura, ônibus pra delegação, são pedidos dos mais variados tipos e o deputado acaba atendendo. (…) Agora, o que não cabe é discurso demagogo. Não cola mais. A população hoje já está colocando pra escanteio a demagogia barata.”, reforçou Augusto Roberto sobre o assunto.

Durante a campanha da eleição que o levou à Assembleia Legislativa de MT, Ulysses Moraes teve como uma de suas principais propostas justamente a redução de auxílios e privilégios tão comuns à elite do funcionalismo público e já tem um projeto que prevê a redução da verba indenizatória destinada aos deputados estaduais aliada à obrigatoriedade da prestação de contas (que não é cobrada atualmente).

“É com tristeza que a gente vê esse tipo de declaração de jornalistas que, inclusive, já ocuparam cargos públicos, que já foram deputados e que não sabem, até hoje, para que serve a verba indenizatória.”, respondeu Ulysses sobre o assunto.

O deputado diplomado, que também é advogado, explicou ainda: “Caso ele não saiba, vou explicar. Verba indenizatória tem caráter indenizatório, ou seja, ela não é remuneratória. O deputado não pode fazer o que quiser com ela. A VI serve única e exclusivamente para custear o mandato. Viagens, hospedagens e alimentação são exemplos comuns de despesas custeadas pela verba. O que o ex-prefeito e jornalista Roberto França tem defendido é crime. É uma atuação criminosa. Podemos classificar essa defesa dele como uma compra de votos institucionalizada. E eu sou extremamente contrário a isso. Portanto, vou na minha legislatura propor a redução e prestação de contas desta verba.”

As falas do Roberto França podem ser conferidas neste vídeo do canal do MBL:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here